FATOS CREABILY – Bursite do quadril – Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é feito por um médico ortopedista, fisiatra ou fisioterapeuta. O profissional deverá realizar exames físicos e de imagens, principalmente, para excluir algumas patologias que podem causar os mesmos sintomas, mas não são consideradas bursite, como problemas intra-articulares, rupturas dos tendões glúteos, fratura oculta e metástases tumorais.

O tratamento da bursite do quadril pode ser não cirúrgico ou cirúrgico. Quando não envolve cirurgia, os resultados são satisfatórios para a maioria dos pacientes e pode ser prescrito o uso de medicações como analgésicos, anti-inflamatórios, relaxantes musculares e infiltrações.

A fisioterapia é altamente recomendada, englobando técnicas para aliviar a dor e diminuir a inflamação, como uso de ultrassom, laser, TENS, ondas curtas e aplicação do gelo. Técnicas para liberação miofascial e alongamento da fáscia são posteriormente aplicados nos pacientes. Exercícios com a finalidade de fortalecer a musculatura glútea e outros do membro inferior, como quadríceps, posteriores da coxa e panturrilha, são aplicados para reduzir a sobrecarga do quadril e reestabelecer o equilíbrio muscular do membro inferior.

A indicação do método Pilates também é feita pelo fisioterapeuta e tem efeitos muito positivos para o paciente, auxiliando no equilíbrio das forças do corpo, no fortalecimento da musculatura abdominal, lombar, dos quadris e glúteos, devolvendo a estabilidade e flexibilidade do quadril. O corpo todo é trabalhado de forma integral.

O tratamento cirúrgico é indicado a um pequeno número de pacientes com essa patologia, onde os tratamentos sem cirurgia não trouxeram resultados satisfatórios e os sintomas causaram importantes limitações em suas vidas.

As próximas publicações ainda falarão sobre as doenças do quadril, fique de olho.